segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Guaramiranga ainda mantém o pioneirismo no atendimento dos Juizados Especiais Virtuais Federal

Roberlândia Ferreira da Silva
No prédio de nº 547, da Rua Joaquim Alves Nogueira, no centro da cidade, funciona o posto de atendimento descentralizado dos Juizados Especiais Virtuais Federais. Começa por esta, uma séria de reportagens sobre o Guaramiranga que funciona e você não conhece.
Os serviços do posto fazem parte da intenção de simplificar, agilizar e universalizar o atendimento da justiça federal, possível pela Lei nº 10.259/2001. A unidade oferece a população serviços como: recepção de petições iniciais para os juizados especiais, emissão de certidões negativas e informações sobre o andamento de processos.
Sendo mantido por funcionários do quadro municipal, a mobília foi toda cedida pela justiça federal, a recepcionista Roberlândia Ferreira da Silva, foto, diz que o posto atende todo o Maciço de Baturité e as principais procuras são principalmente por ação simplificada por indeferimento de pedido administrativo junto ao INSS de aposentadorias, auxilio doença, ampara social ao idoso e deficiente, auxilio reclusão e salário maternidade.
O atendimento encontra-se a disposição da população desde 27 de março de 2006, quando com iniciativa pioneira no Brasil, a Justiça Federal do Ceará implanta em locais regionais seus postos virtuais, Guaramiranga viria a ser o pioneiro no Ceará, neste mês de março fará cinco anos de bons funcionamentos.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário